Mercado continua encerrado, conflito judicial aberto

A Câmara do Proto recorreu a uma Resolução Fundamentada, invocando interesse público, contra uma nova providência cautelar interposta por uma comerciante que não assinou acordo de renúncia.

Ler notícia em Porto24

Entretanto, segundo informação dada por um grupo de peixeiras que se encontrava à porta do Mercado, depois de ontem ter removido as bancas de aço onde elas colocavam o peixe, hoje a Câmara ter-lhes-á cortado o abastecimento de água.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s